Cinco maiores siderúrgicas do Japão se unem em oferta por Namisa

quinta-feira, 11 de setembro de 2008 09:09 BRT
 

Por Yuko Inoue

TÓQUIO (Reuters) - Um consórcio japonês que está participando de oferta pela unidade de minério de ferro Namisa, da Companhia Siderúrgica Nacional, é composto pelas cinco maiores siderúrgicas do Japão e mais a trading Itochu, afirmaram fontes ligadas diretamente ao assunto.

O grupo inclui a Sumitomo Metal Industries, Kobe Steel e Nisshin Steel. A Reuters publicou no mês passado que a segunda e a terceira maiores produtoras de aço do mundo, a Nippon Steel e a JFE Holdings, também estão no grupo.

O acordo, a ser finalizado no início de outubro, pode chegar a 10 bilhões de dólares se a CSN vender toda sua participação.

Esta é a primeira vez que as cinco gigantes do setor no Japão juntam forças para assegurar recursos fora do país, sinalizando uma grande mudança em suas estratégias em meio aos crescentes preços do minério de ferro e carvão, matérias-primas chave para o aço.

O velho sistema de contrato anual para fornecimento de minério de ferro está se mostrando falho depois que a Vale, maior produtora mundial de minério de ferro, afirmou esta semana que está procurando aumentar os preços para os clientes asiáticos na metade de vigência do contrato de fornecimento.

Fontes diretamente envolvidas na operação com a Namisa disseram anteriormente à Reuters que as produtoras japonesas de aço juntaram forçar para frear as estratégias de preços de grandes mineradoras como a BHP Billiton, Rio Tinto e Vale, que juntas controlam 70 por cento do comércio global de minério de ferro.

As siderúrgicas japonesas têm sido relutantes até o momento em apostar pesadamente em minas de carvão e minério de ferro, deixando este papel para as empresas de trading. A Itochu, quarta maior empresa do setor no Japão, é próxima da Nippon Steel, mas tem sido relativamente lenta na aquisição de ativos de minério de ferro.