Líder da Ossétia do Sul diz que região quer se juntar à Rússia

quinta-feira, 11 de setembro de 2008 08:44 BRT
 

SOCHI, Rússia (Reuters) - A Ossétia do Sul, região separatista da Geórgia, planeja tornar-se parte da Federação Russa, disse o líder dessa região na segunda-feira.

"Sim, nós seremos parte da Federação Russa", disse o presidente da Ossétia do Sul, Eduard Kokoity, a repórteres no balneário russo de Sochi, no Mar Negro. "Nós faremos isso de acordo com as leis internacionais."

Kokoity estava reiterando sua posição de longa data diante do reconhecimento pela Rússia da Ossétia do Sul e da Abkházia, outra região separatista, como Estados independentes.

Tropas russas rechaçaram uma tentativa de Tbilisi de retomar a Ossétia do Sul à força no último mês, provocando ampla condenação internacional e levando à preocupação sobre a segurança do fornecimento de energia na região.

"Agora nós somos um Estado independente e nós pretendemos nos unir à Ossétia do Norte e fazer parte da Federação Russa", disse Kokoity.

A Ossétia do Sul faz fronteira com a Ossétia do Norte, uma região dentro da Federação Russa, e se rebelou contra o governo da Geórgia depois de uma guerra separatista nos anos 1990. A Rússia e a Nicarágua são os únicos países que reconhecem sua independência.

A Ossétia do Sul é um território de 4 mil quilômetros quadrados e tem uma população de aproximadamente 70 mil pessoas.