Bolsas dos EUA caem mais de 2% por decepção com Fed

terça-feira, 11 de dezembro de 2007 20:15 BRST
 

Por Kristina Cooke

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em forte queda nesta terça-feira, após o corte de 0,25 ponto percentual da taxa básica de juros pelo Federal Reserve desapontar investidores que esperavam uma redução mais agressiva.

O índice Dow Jones recuou 2,14 por cento, a 13.432 pontos. O Standard & Poor's 500 perdeu 2,53 por cento, a 1.477 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq perdeu 2,45 por cento, a 2.652 pontos.

Foi a maior queda percentual do Dow e do S&P desde 7 de novembro, em meio à crise do crédito.

Anunciado na tarde desta terça-feira, este foi o terceiro corte seguido do Fed visando o fortalecimento da economia contra o aperto do crédito e de uma crise no setor de habitação.

Mas o corte de 0,25 ponto percentual, para 4,25 por cento, foi considerado modesto, já que o comunicado subsequente do Fed não conseguiu reassegurar aos investidores que mais cortes estão a caminho.

O Fed também fez um modesto corte na taxa de redesconto --cobrada de bancos por empréstimos diretos e emergenciais--, incomodando quem esperava uma medida decisiva para apoiar os mercados de crédito.

Ações de grandes empresas manufatureiras, e bancos incluindo Boeing e Citigroup, que seriam beneficiadas por um corte na taxa, tiveram forte desvalorização após a decisão do Fed.

Muitos operadores esperavam corte de 0,5 ponto percentual, disse Tim Biggam, estrategista de opções da corretora online thinkorswim, em Chicago.

"Além disso, a previsão do Fed não apresentou um mísero sinal para um novo corte, o que levou muitos operadores a reduzirem suas posições de comprados nas ações", disse Biggam.

(Reportagem adicional de Nicole Maestri e Doris Frankel)