Ex-presidente peruano Fujimori é condenado a 6 anos de prisão

terça-feira, 11 de dezembro de 2007 21:33 BRST
 

Por Maria Luisa Palomino

LIMA (Reuters) - O ex-presidente peruano Alberto Fujimori foi condenado a seis anos de prisão nesta terça-feira por enviar um auxiliar para roubar documentos de seu chefe de espionagem, uma decisão que pode prejudicar sua defesa em um outro julgamento envolvendo acusações de assassinato.

O juiz da Suprema Corte, Pedro Urbina, declarou Fujimori culpado por mandar seu auxiliar entrar na casa na qual o chefe de inteligência, Vladimiro Montesinos, escondia 40 caixas de vídeos e fitas que documentavam a corrupção em seu governo.

Em um julgamento de direitos humanos que começou na segunda-feira, Fujimori é acusado de ordenar o massacre que matou 25 pessoas e por dois sequestros durante seu mandato (1990-2000), quando o Peru combatia rebeldes de esquerda.

Fujimori, de 69 anos, pode ser condenado a até 30 anos de prisão se for considerado culpado por estas acusações.

Ele foi extraditado do Chile ao Peru em setembro para enfrentar quatro julgamentos separados por crimes supostamente cometidos durante seus 10 anos no poder.