Lula lembra a aliados que detêm maioria para aprovar Orçamento

terça-feira, 11 de março de 2008 13:44 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou empenho nesta terça-feira dos partidos políticos aliados na votação do Orçamento deste ano, marcada para quarta-feira. Na reunião do Conselho Político, Lula utilizou o argumento de que a base governista tem a maioria no Congresso.

"A reunião foi mais de apelos por parte do presidente da República para que possamos votar o Orçamento, argumentando que a base tem a maioria na Câmara e no Senado e que não há justificativa para que nós não possamos votar o Orçamento", disse o senador Renato Casagrande (ES), líder do PSB.

O governo ameaça editar medidas provisórias para compensar a falta de aprovação da proposta orçamentária.

"Não dá para toda hora a minoria ficar fazendo a maioria de refém", disse o líder do PT na Câmara, deputado Maurício Rands (PT-PE).

O presidente apelou ainda para a aprovação da TV Pública, cuja medida provisória vence em breve. "Depois do feriado já perderíamos a TV Pública", disse Casagrande referindo-se à Semana Santa, que começa dia 21 de março.