Governo e oposição chegam a acordo para votar Orçamento

terça-feira, 11 de março de 2008 17:15 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - Governo e oposição chegaram a um acordo nesta terça-feira para votar o Orçamento de 2008, eliminando o anexo de metas de 534 milhões de reais, que tinha sido aprovado na Comissão Mista do Orçamento.

Na sessão marcada para quarta-feira, os governistas vão votar contra o anexo de metas e os 514 milhões de reais que beneficiaria emendas individuais irão para emendas de bancada, disseram parlamentares presentes à reunião de líderes que selou o acordo.

"A base do acordo é o fim da injustiça. Todos os Estados da federação vão ter agora acesso a esse dinheiro", disse o líder do DEM na Senado, Agripino Maia (RN).

"Esse acordo já poderia ter sido fechado na semana passada. Ficou acertado que qualquer tentativa escamoteada de incluir esse anexo no texto será rejeitada por governo e oposição", acrescentou Arthur Virgílio (AM), líder do PSDB no Senado.

Perguntado se o governo cedeu para assegurar a votação, o relator da Comissão Mista do Orçamento, José Pimentel (PT-CE), foi sucinto: "Eu não fiz o Orçamento para ser rejeitado".

Também fez parte do acordo o restabelecimento de verbas para a construção do Rodoanel, em São Paulo. Na comissão do Orçamento, o Rodoanel perdeu cerca de 220 milhões de reais, o que deixaria a obra com apenas 40 milhões de reais.