Para Serra, licitação pública traz investimentos no Estado

terça-feira, 11 de março de 2008 18:14 BRT
 

Por Renata Freitas

SÃO PAULO (Reuters) - Em mais um dia de tráfego recorde em São Paulo, o governador José Serra (PSDB) ressaltou nesta terça-feira a importância de se levantar recursos para fazer investimentos no setor de transporte coletivo na capital e na construção de mais trechos do Rodoanel, anel viário que deve desafogar o trânsito. Para Serra, foi "extraordinariamente bem sucedido" o leilão do trecho oeste do anel viário, com arrecadação nos próximos dois anos de 2 bilhões de reais com outorga fixa, além de 3 por cento sobre o faturamento mensal da concessionária em caráter de outorga variável. Serra observou que o modelo federal de licitação de rodovias, apenas pelo pedágio mais baixo, sem cobrança de outorgas, resultou em investimento por quilômetro em média 6 vezes menor que o do trecho oeste do Rodoanel.

Ele reconheceu, no entanto, que a licitação federal de outubro garantiu em algumas rodovias pedágio menor ou igual ao do Rodoanel.

Além da concessão de 30 anos para o consórcio Integração Oeste, que ofereceu nesta terça-feira a menor tarifa de pedágio pelo trecho de 32 quilômetros do Rodoanel, o governo paulista prepara a privatização da CESP no final do mês com preço mínimo de 6,6 bilhões de reais.

O governador afirmou a jornalistas que os recursos da venda do controle da principal geradora de energia do Estado serão destinados a estradas, metrô, trem metropolitano, saneamento, e escolas técnicas.

Do ponto de vista do Estado é importante tirar carros e caminhões da cidade de São Paulo, afirmou o governador, acrescentando que as obras do trecho sul do Rodoanel estão garantidas com a licitação do trecho oeste. O projeto do trecho sul está orçado em 4 bilhões de reais, preço que Serra considera elevado devido aos custos de desapropriação e compensação ambiental.

O governador ainda ressaltou a importância da aliança com a prefeitura de São Paulo para ampliar o metrô da capital.

"Desde os anos 70, é a primeira vez que o prefeito põe dinheiro no metrô", comentou.

Questionado sobre se a parceria se manterá com Geraldo Alckmin como eventual prefeito, Serra disse que as parcerias entre o governo do Estado e a administração municipal sempre existiram. Serra tem apoiado a possível candidatura de Gilberto Kassab (DEM) à eleição municipal deste ano.