AGENDA POLÍTICA-CPI de cartões e Orçamento esquentam Congresso

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008 12:39 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A CPI para investigar as despesas com cartões corporativos vai tomar conta dos debates no Congresso Nacional, que retoma efetivamente os trabalhos nesta segunda-feira. Os cortes no Orçamento da União serão outro foco de discussão.

Governo e oposição anunciaram nesta manhã que chegaram a um acordo para realizar uma CPI mista (Câmara e Senado) e única, deixando de lado uma comissão apenas no Senado, como queria o governo, e outra mista, restrita à apuração das denúncias contra o governo Lula, como queria oposição.

A nova proposta reúne a investigação dos gastos dos governos Lula e Fernando Henrique Cardoso.

Em outra frente, o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), deve pedir no Supremo Tribunal Federal (STF) o acesso a informações de gastos com cartões de autoridades dos dois governos.

Depois das críticas ao uso dos cartões corporativos do governo Lula, o PT partiu para o ataque ao governo José Serra (PSDB), em São Paulo. A denúncia tende a dividir as atenções, uma vez que o PT vai recolher assinaturas nesta semana para a criação de uma CPI estadual, apesar de os deputados paulistas apoiarem majoritariamente o governo Serra.

Quanto ao Orçamento federal, a semana será decisiva para a fixação dos cortes necessários após o fim da CPMF em janeiro.

O Executivo mantém a necessidade de cortes de 20 bilhões de reais, enquanto no Congresso circulou o valor de 17 bilhões de reais, a partir de uma reestimativa das receitas que seriam elevadas em 3 bilhões de reais. O corte de cerca de 8 bilhões de reais em emendas coletivas de parlamentares está em discussão.

A seguir os principais fatos da semana.

SEGUNDA-FEIRA   Continuação...