Setor financeiro pesa e mercados europeus fecham em queda

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008 15:15 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - As bolsas européias encerraram a segunda-feira em baixa, pressionadas por ações de instituições financeiras como o Société Générale . Investidores mostraram-se mais apreensivos sobre o impacto da crise de crédito no crescimento econômico e lucros das empresas.

O índice FTSEurofirst 300, termômetro das principais ações européias, fechou em queda de 0,8 por cento, aos 1.291 pontos.

Na semana passada, o índice acumulou perda de 3,7 por cento em meio aos receios de recessão nos Estados Unidos e temores de que as instituições financeiras não tenham revelado ainda o impacto total da crise de crédito em seus livros.

O grupo norte-americano AIG, maior seguradora do mundo, revelou nesta segunda-feira que seus auditores questionaram controles internos da empresa sobre a valorização de seus derivativos. O anúncio fez as ações da companhia despencarem mais de 11 por cento.

Na Europa, o índice do setor de seguradoras caiu 2,7 por cento. O indicador que reúne ações de bancos cedeu 2,1 por cento.

As ações do SocGen terminaram em baixa de 4 por cento depois que o banco francês anunciou emissão de papéis com grande desconto, o que segundo analistas deve diluir os lucros mais do que o esperado.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 1,32 por cento, a 5.707 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 0,35 por cento, para 6.743 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 0,57 por cento, para 4.682 pontos.   Continuação...