June 12, 2008 / 4:53 PM / 9 years ago

Refinaria da Petrobras no Ceará custará US$11 bi, diz diretor

5 Min, DE LEITURA

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, informou que a refinaria com capacidade para 300 mil barris diários, que será construída no Ceará, custará 11 bilhões de dólares à empresa.

Outra unidade, com o dobro da capacidade, prevista para o Maranhão, ainda não teve seu orçamento avaliado, mas provavelmente não será o dobro do valor da unidade do Ceará.

"Não dá para fazer uma conta direta, isso envolve muitas coisas e ainda não foi definido", disse Costa a jornalistas, após cerimônia de criação da Quattor, empresa petroquímica da Petrobras e Unipar.

As duas refinarias fazem parte dos planos da estatal de se tornar exportadora de derivados de petróleo e não apenas do produto bruto.

As unidades serão voltadas para o mercado externo e produzirão nafta, diesel, querosene de aviação, Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) e coque de alta qualidade.

"Essas duas unidades já estão olhando o pré-sal, o objetivo é produção principalmente de diesel de alta qualidade para exportação", explicou Costa.

Ainda sem uma avaliação oficial, os reservatórios do pré-sal --área que se estende por 800 quilômetros do Espírito Santo a Santa Catarina na costa brasileira-- têm um grande potencial de petróleo de boa qualidade (óleo leve) e gás natural.

Somente em uma das nove áreas que possui na região, a de Tupi, a estatal estima reservas entre 5 e 8 bilhões de barris de óleo equivalente. Analistas dizem que as reservas em toda a área podem atingir os 100 bilhões de barris, o que colocaria o Brasil entre as maiores potências mundiais do setor.

Pernambuco

Costa informou que o elevado preço do petróleo, entre outros fatores, está puxando para cima o valor dos investimentos da indústria petrolífera, o que obrigará a companhia a rever o orçamento de 4 bilhões de dólares feito para a refinaria Abreu Lima, em Pernambuco, que está sendo construída em parceria com a estatal venezuelana PDVSA.

"Vamos ter que subir, porque tudo está subindo", disse sem saber informar para quanto iria o novo custo.

Segundo Costa, a refinaria de Pernambuco vai tornar o Brasil auto-suficiente em diesel, e a previsão é de que entre em operação em 2010.

Outra revisão de custos teve que ser feita também na refinaria de gasolina que será construída no Rio Grande do Norte, ao lado de uma unidade da Petrobras que já produz diesel, querosene de aviação e GLP.

Inicialmente prevista em 66 milhões de dólares, a 12a refinaria da estatal custará 200 milhões de dólares, disse Costa. A produção será de 30 mil barris diários a partir de 2010.

"Vamos fazer uma refinaria de gasolina e melhorar a de diesel, adequando aos padrões de qualidade hoje exigidos pelo mercado", informou o executivo.

Ele explicou que o porte da unidade é menor do que as outras do Nordeste porque o refino depende de logística, e o Estado do Rio Grande do Norte não tem porto para exportação.

"No Ceará e no Maranhão já tem o porto", disse o diretor, que na última quarta-feira esteve no Ceará acertando os últimos detalhes com o governo para instalação da refinaria. Na próxima semana, ele vai ao Maranhão.

"No Ceará assinamos protocolo de intenções com prazo de 120 dias, vamos ter que ter a participação do governo para ampliar o porto (de Pecém), escolher a área, acertar fornecimento de água, energia", explicou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below