BOVESPA-Índice oscila em torno da estabilidade

quarta-feira, 12 de março de 2008 11:35 BRT
 

SÃO PAULO, 12 de março (Reuters) - O mercado acionário doméstico custa a firmar tendência nesta quarta-feira, dividido entre o otimismo com o expressivo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 2007 e movimentos pontuais de realização de lucros após os fortes ganhos da terça-feira.

Às 11h34, o Ibovespa assinalava oscilação positiva de 0,02 por cento, aos 62.378 pontos, um dia depois de ter registrado alta de 3,95 por cento, a terceira maior em 2008.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã desta quarta-feira que o PIB nacional cresceu 5,4 por cento no ano passado. Os economistas ouvidos pela Reuters previam expansão de 5,3 por cento no período.

Segundo profissionais do mercado, a aceleração de 13,4 por cento dos investimentos em 2007, a maior desde 1996, foi um dos dados recebidos com mais otimismo, por sinalizar que a economia pode continuar crescendo forte.

Em contrapartida, os mercados norte-americanos operam com volatilidade, com renovados temores de recessão nos Estados Unidos e de novos anúncios de perdas relacionadas à crise no setor imobiliário do país.

"Os mercados podem ter dificuldade para se segurar, depois da forte valorizacão de ontem", disse Júnior Hydalgo, diretor da Trust Investimentos.

"Nós esperamos volatilidade no curto prazo", concordou o Citigroup em relatório sobre mercados latino-americanos.

Na ponta de cima dos ganhos na Bovespa estavam as ações ordinárias da Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3.SA: Cotações), que subiam 3,54 por cento, a 64,41 reais. Entre as blue chips, os papéis preferenciais da Vale (VALE5.SA: Cotações) avançavam 0,33 por cento, a 48,65 reais, enquanto os preferenciais da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) tinha declínio de 0,78 por cento.

(Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Alexandre Caverni)