Expansão de assentamentos israelenses "não ajuda", diz Rice

quarta-feira, 12 de março de 2008 14:24 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - A secretária norte-americana de Estado, Condoleezza Rice, criticou nesta quarta-feira os planos de Israel de construir centenas de casas em um assentamento judaico na Cisjordânia ocupada. Ela afirmou que isso não ajuda o processo de paz.

"Os Estados Unidos consideram que a expansão das atividades de assentamentos não é consistente com as obrigações israelenses no processo de paz. Nós deixamos isso muito claro. Eu também disse que isso certamente não ajuda o processo de paz", disse Condoleezza a congressistas dos EUA, em um raro momento de crítica pública a Israel.

Os palestinos condenaram os planos de expansão dos assentamentos, definindo-os como um golpe às conversações de paz mediadas pelos EUA, as quais foram interrompidas brevemente na semana passada depois de uma ofensiva israelense na Faixa de Gaza.

Condoleezza, que esteve na região na semana passada para reavivar as conversações de paz, disse que os dois lados precisam cumprir suas obrigações previstas em acordo firmado em 2003 e que prevê o congelamento dos assentamentos israelenses nos territórios ocupados e o fim dos ataques de militantes palestinos contra Israel.

O general norte-americano William Fraser, foi nomeado por Condoleezza para mediar um encontro, na sexta-feira, com representantes dos dois lados para discutir a questão.

"Posso garantir a vocês que estamos seguindo muito de perto a situação para nos certificarmos de que dólares dos EUA não estejam sendo usados para apoiar a atividade dos assentamentos", disse Condoleezza em uma audiência de um subcomitê na Câmara dos Representantes.

 
<p>12 de mar&ccedil;o de 2008. Photo by Kevin Lamarque</p>