Dólar cai pelo 2o dia, mercado está cético com medidas

quarta-feira, 12 de março de 2008 16:43 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda pelo segundo dia seguido nesta quarta-feira, acompanhando o comportamento tranquilo do restante do mercado enquanto o governo prepara medidas para conter a apreciação do real.

A moeda norte-americana recuou 0,59 por cento, para 1,674 real. No ano, a queda acumulada já é de 5,8 por cento.

O dólar passou boa parte do dia em alta, à espera das medidas do governo contra a apreciação do real. Na terça-feira, uma fonte do Ministério da Fazenda confirmou que o anúncio poderia ser feito já nesta quarta-feira.

A alta, porém, não resistiu até a tarde. "O fluxo tem tido influência nisso. Para mim, não há mudança de tendência", disse o gerente de câmbio de um banco estrangeiro, que preferiu não ser identificado.

Entre as medidas mais comentadas estão o fim da exigência da cobertura cambial aos exportadores e a tributação sobre o investimento estrangeiro em títulos públicos. A avaliação da maior parte do mercado, porém, é a de que elas terão efeito apenas limitado sobre a cotação do dólar.

"Um dos fatores importantes que tem contribuído para a valorização do real é o elevadíssimo diferencial de juros", comentou Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora, em relatório. A taxa básica de juros no Brasil tem se mantido em 11,25 por cento ao ano, enquanto a norte-americana, em trajetória de queda, está em 3,0 por cento.

TIRO NO PÉ?

Sobre o fim da cobertura cambial, a maior parte dos analistas avalia que é um passo importante para facilitar o trabalho dos exportadores, que não teriam mais que trazer, obrigatoriamente, parte dos dólares obtidos no exterior.   Continuação...