Lula aposta que revisão mostrará crescimento ainda maior d PIB

quarta-feira, 12 de março de 2008 18:23 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aposta que o crescimento do PIB em 2007, anunciado nesta quarta-feira, será superior a 5,4 por cento quando o número for revisado pelo IBGE.

"Quando fizer a revisão, vai ser mais que 5,4 por cento", disse Lula em discurso na comemoração dos quatro anos do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Lula atribuiu parte do bom desempenho da economia brasileira no ano passado ao crescimento do mercado interno, muitas vezes estimulado pelas políticas sociais. A contribuição da demanda doméstica ao Produto Interno Bruto foi de 6,9 pontos percentuais.

"É importante lembrar para esses céticos que uma parte do sucesso da economia brasileira está subordinada ao crescimento do mercado interno. Isso significa que os pobres estão comendo mais e vestindo mais", disse Lula.

O presidente, que sempre defende o aumento de consumo pela renda assegurada pelo Bolsa Família, enfatizou a importância do programa para a economia e atacou seus adversários.

"O grande adversário do ministério e dos programas foi enfrentar o preconceito arraigado na cabeça de uma parte da elite brasileira que acha que tudo que a gente dá para ela é investimento e para os pobres é gasto", criticou Lula.

Segundo o presidente, os pobres foram durante muito tempo utilizados como massa de manobra no Brasil, e um dos objetivos do seu governo é mudar essa situação.

Durante o evento, Lula assinou um decreto que torna obrigatória a revisão do cadastro do Bolsa Família a cada dois anos.

O ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, e a presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Coelho, assinaram documento para que beneficiários do Bolsa Família possam abrir uma conta bancária simplificada.