Brasil aprova plantio de duas variedades de milho transgênico

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008 17:42 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Nacional de Biossegurança (CNBS) aprovou nesta terça-feira o plantio e a comercialização de duas variedades de milho transgênico no Brasil.

As variedades aprovadas são da Bayer CropScience e da Monsanto .

O milho transgênico é o terceiro produto agrícola alterado geneticamente a receber autorização de plantio no Brasil, depois da soja e do algodão, ambos com patente da Monsanto.

"Do ponto de vista da ciência e tecnologia, o que se considera é que as sementes liberadas são seguras para o consumo humano, para o consumo animal e para o meio ambiente", afirmou o ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, a jornalistas.

A aprovação se deu em meio a manifestações em frente ao Palácio do Planalto, de acordo com a Agência Brasil. Alguns movimentos, como a Via Campesina, protestaram contra os transgênicos, afirmando que não há estudos completos que garantam que as variedades de milho são seguras à saúde e ao meio ambiente.

O conselho, formado por 11 ministros, analisa questões de biossegurança sob o ponto de vista sócio-econômico.

As duas variedades receberam sete votos favoráveis no órgão. Representantes de quatro ministérios votaram contra.

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, que se opõe aos transgênicos, está em viagem à Guiana Francesa, acompanhando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ainda assim, o Ministério do Meio Ambiente esteve representado no conselho, mas o ministro da Ciência e Tecnologia avaliou que a decisão do CNBS não teria sido diferente se Marina estivesse presente no encontro.   Continuação...