Crescimento da produção na Europa aponta alta nos juros pel BCE

quinta-feira, 12 de junho de 2008 08:19 BRT
 

Por Marcin Grajewski

BRUXELAS (Reuters) - A produção industrial na zona do euro cresceu mais que o esperado em abril, mostrando sinais positivos para atual saúde frágil da área e dando força às expectativas de um aumento na taxa de juros pelo Banco Central Europeu (BCE).

A produção industrial nos 15 países usando o euro subiu 0,9 por cento na comparação mensal e 3,9 por cento no acumulado em 12 meses, afirmou o departamento oficial de estatísticas da União Européia, o Eurostat, nesta quinta-feira.

Economistas consultados pela Reuters esperavam crescimento de 0,1 por cento no mês e 2,8 por cento na comparação anual.

"Para o BCE, isso significa que a alta na taxa de juro em julho está a caminho. O BCE considera que a economia é forte o bastante para agüentar o aumento", afirmou Holger Schmieding, co-chefe de economia européia no Bank of America.

O Eurostat revisou para baixo seus dados de produção relativos a março para queda de 0,5 por cento no mês e crescimento de 1,6 por cento no ano. As leituras anteriores eram de 0,2 por cento de baixa mensal e crescimento anual acumulado de 2,0 por cento.

Apesar de economistas alertarem que os dados são voláteis, os números deram sinais de que o gasto do consumidor possa não ter ficado tão fraco na região quanto se pensava após uma série de indicadores ruins sobre a confiança do consumidor.

A produção de bens de consumo duráveis e não-duráveis em abril aumentou 1,7 por cento e 0,2 or cento na base mensal, respectivamente, e 1,0 e 0,6 por cento em termos anuais.

"É possível que a produção industrial tenha ficado distorcida entre março e abril pelo efeito da Páscoa, então provavelmente é melhor considerar os dois meses juntos. Isso sugere que a produção está agüentando relativamente bem, mas não é uma corrida ao crescimento", afirmou Howard Archer, economista-chefe de Europa na Global Insight.

(Reportagem adicional de Mark John)