Copom vai aumentar juro "enquanto for necessário"

quinta-feira, 12 de junho de 2008 12:32 BRT
 

Por Renato Andrade

SÃO PAULO (Reuters) - O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central vai continuar aumentando a taxa básica de juro "enquanto for necessário", para alinhar a inflação à trajetória traçada pelo governo.

Na ata da última reunião, divulgada nesta quinta-feira, o colegiado do BC destacou que "acredita que a atual postura de política monetária, a ser mantida enquanto for necessário, irá assegurar a convergência da inflação para a trajetória das metas".

O Copom elevou a Selic em 0,50 ponto percentual no encontro da semana passada, para 12,25 por cento ao ano. Foi o segundo aumento consecutivo da taxa, após manutenção em quatro reuniões.

A afirmação do Copom na ata reforçou a visão de analistas de que o ciclo de aperto monetário será mais longo do que o inicialmente previsto.

"Na nossa visão, essa afirmação aumenta a dependência do BC em relação aos dados (econômicos) para a definição das próximas ações de política monetária, mas mostra claramente que o BC pretende manter a atual postura da política", avaliou o BNP Paribas em relatório a clientes. Para a instituição, esse tom significa novos aumentos de 0,50 ponto percentual.

Para a economista Zeina Latif, do ABN AMRO Real, o BC não eliminou o temor de uma elevação mais agressiva da Selic, ao evitar qualquer comentário sobre o tamanho ou ritmo dos próximos passos.

Ainda assim, Latif manteve a previsão de que o Copom cortará o juro básico em 0,50 ponto na reunião de julho.

Apesar do comentário agressivo contra a inflação, o mercado futuro de juros registrou um movimento de queda das taxas mais negociadas na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), depois da forte alta registrada recentemente.   Continuação...