ATUALIZA-Ação da AMBEV dispara com oferta da InBev pela Anheuser

quinta-feira, 12 de junho de 2008 13:52 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações e comentário de analista)

SÃO PAULO, 12 de junho (Reuters) - As ações AmBev, maior cervejaria do Brasil, disparavam nesta quinta-feira depois que a InBev, grupo do qual faz parte, anunciou oferta de compra da norte-americana Anheuser-Busch (BUD.N: Cotações) por 46,3 bilhões de dólares.

Os papéis da brasileira vinham sendo pressionados desde meados de abril por temores dos investidores de que a AmBev pudesse participar de uma eventual compra da Anheuser-Busch, o que poderia afetar seus níveis de endividamento ou diluir suas ações.

Mas a InBev INTB.BR informou nesta quinta-feira que uma eventual compra da Anheuser-Bush, que produz a cerveja Budweiser, não envolverá sua porção brasileira.

Às 13h45, as ações preferenciais da AmBev AMBV4.SA disparavam 9,5 por cento, para 116,20 reais, depois de chegarem a avançar mais de 12 por cento pela manhã. Os papéis ordinários AMBV3.SA exibiam alta de 5,6 por cento, a 106,00 reais, enquanto o Ibovespa .BVSP subia 1,2 por cento.

"Eles disseram que não vão emitir nenhuma dívida para a AmBev, o que é muito positivo para a empresa", afirmou o analista Antonio Gonzalez, do Credit Suisse, comentando que havia rumores iniciais no mercado sobre a AmBev ser usada como veículo para a aquisição porque isso geraria economias tributárias ao grupo.

Em teleconferência, o presidente-executivo da InBev, Carlos Brito, oriundo da AmBev, afirmou que o objetivo da companhia é chegar a um acordo amigável com a Anheuser-Busch e que a empresa buscará venda de ativos não-essenciais para financiar a operação.

A oferta da InBev é de 65 dólares por ação da Anheuser-Busch e um acordo uniria as operações da companhia na Europa, Brasil e Canadá com os negócios da cervejaria norte-americana nos Estados Unidos, México e China. A união das empresas também tiraria a britânica SABMiller SAB.L da liderança mundial.   Continuação...