Petrobras vai rever cálculo do preço da nafta

quinta-feira, 12 de junho de 2008 13:10 BRT
 

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Após reunião com a Braskem na semana passada, o diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, decidiu rever o cálculo do preço da nafta vendida pela empresa às indústrias petroquímicas.

Atualmente, a fórmula de cálculo da nafta leva em conta o preço do produto praticado no mercado europeu, o que estaria descasado do preço que a Petrobras poderia praticar no mercado interno.

"Mandei fazer estudos técnicos e vamos reavaliar (o cálculo do preço da nafta) e chamar a Braskem para conversar", disse Costa a jornalistas após cerimônia de criação da Quattor, empresa que reúne os ativos petroquímicos da Petrobras e Unipar.

De acordo com o presidente da Quattor, uma parceria 60 por cento Unipar e 40 por cento Petrobras, a mudança de cálculo da nafta também é uma expectativa da nova companhia.

"Temos que chegar a um novo termo, uma nova fórmula de cálculo, principalmente levando em conta a condição de o Brasil não ser mais dependente do mercado internacional...desenvolver uma nova lógica que não leve em conta o preço de referência da Europa, que é importador", afirmou Vitor Mallmann, lembrando que com as descobertas do pré-sal o Brasil mudou o paradigma.

Ele informou que com o novo cálculo poderia ser feita uma redução de cerca de 15 por cento do preço da nafta hoje, de mil dólares a tonelada, "algo em torno de 100 dólares a menos por toneladas", informou.

QUATTOR

A nova empresa nasce com um faturamento de 9 bilhões de reais e já figura entre as 20 maiores empresas brasileiras, segundo Mallmann, e com um plano de investimentos da ordem de 2 bilhões de reais para ampliar, até o final deste ano, a capacidade de produção de petroquímicos básicos, polietilenos e polipropilenos nas suas nove unidades de produção.   Continuação...