Investidor volta a comprar e Bovespa fecha semana no azul

sexta-feira, 12 de setembro de 2008 18:28 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - Munidos de uma sequência de relatórios com avaliações positivas para o mercado de ações brasileiro, os investidores mantiveram-se na ponta compradora na Bolsa de Valores de São Paulo, que fechou a semana no azul ao subir 8,2 por cento em três sessões.

A disparada de BM&F Bovespa e Petrobras, unida à recuperação das ações de empresas ligadas a metais, blindou o Ibovespa contra a volatilidade de Wall Street.

O índice subiu 2,19 por cento nesta sexta-feira, aos 52.392 pontos. Na semana, o Ibovespa acumulou alta de 0,87 por cento.

A volatilidade dos negócios levantou o giro financeiro do pregão para 5,26 bilhões de reais.

Indiferente ao vaivém nas cotações do petróleo, as ações preferenciais da Petrobras voltaram a ser alvos de ordens maciças de compra e subiram 5,1 por cento, para 33,00 reais.

"A descoberta de uma nova reserva de petróleo chamou de novo a atenção do investidor para os bons fundamentos da empresa", afirmou Flávio Serrano, economista sênior do Banco Espírito Santo (BES), sobre o anúncio feito pela empresa nesta semana.

Simultaneamente, bancos estrangeiros emitiram uma série de relatórios positivos sobre a Bovespa. Todos com uma opinião em comum: as ações caíram demais e abriram uma excelente oportunidade de investimento no médio prazo.

Depois de Citi e UBS, nesta sexta-feira foi a vez de Morgan Stanley e Deutsche Bank. O primeiro triplicou a participação de ações brasileiras --com foco em commodities-- em sua carteira de países emergentes. O outro também sugeriu ampliar a alocação em Brasil, mas em renda fixa.   Continuação...