Conversas entre Yahoo e Microsoft fracassam

quinta-feira, 12 de junho de 2008 19:15 BRT
 

Por Anupreeta Das e Daisuke Wakabayashi

SAN FRANCISCO/SEATTLE (Reuters) - O Yahoo e a Microsoft falharam ao tentar chegar a um acordo de parceria ou fusão, afirmaram as empresas nesta quinta-feira, derrubando as ações do Yahoo em 13 por cento.

Por outro lado, o Yahoo está perto de fechar um acordo de anúncios em sistema de procura com o Google, afirmaram fontes ligadas ao assunto.

A produtora de software procurava um acordo com o Yahoo há mais de um ano. No início de maio, a Microsoft ofereceu 47,5 bilhões de dólares para comprar a empresa de Internet.

A Microsoft esperava que um acordo aceleraria sua capacidade de aproveitar o crescimento do mercado de anúncio de Internet e enfrentar de forma mais competitiva o Google, que está lutando cada vez mais pelos mesmos usuários da Internet.

"Era bastante claro que seria um ou outro. O Yahoo não faria um acordo com o Google e ser parceiro da Microsoft", disse Martin Pyykkonen, analista da Global Crown Capital.

O Yahoo informou que a Microsoft deixou claro em um encontro em 8 de junho que não está mais interessada em comprar a empresa, mesmo pelo preço de 33 dólares por ação que propôs recentemente.

Isso pode não agradar os acionistas do Yahoo, incluindo o bilionário Carl Icahn, que têm pressionado o Yahoo a chegar a um acordo com a Microsoft. Icahn chegou a pedir que o presidente-executivo, Jerry Yang, fosse afastado.

A Microsoft afirmou que não está interessada em "refazer uma proposta" por todo o Yahoo, o que impulsionou suas ações --já que investidores mostraram alívio porque a empresa não vai pagar tão caro por um acordo considerado arriscado.

O Yahoo acrescentou que uma oferta alternativa de compra de apenas seu negócio relacionado ao sistema de busca na Internet não se enquadra nos planos de crescimento.