12 de Junho de 2008 / às 15:48 / 9 anos atrás

BOVESPA-Investidor volta às compras após quatro quedas seguidas

SÃO PAULO, 12 de junho (Reuters) - Após quatro sessões consecutivas de queda da Bolsa de Valores de São Paulo, os investidores miravam dados da economia norte-americana para voltar à ponta compradora de ações nesta quinta-feira.

Às 12h43, o Ibovespa .BVSP, principal índice da bolsa paulista, subia 0,9 por cento, aos 67.397 pontos. O giro financeiro era de 2,1 bilhões de reais.

Os principais índices de Wall Street abriram em alta após adivulgação de que as vendas do varejo dos Estados Unidos em maio cresceram 1 por cento. Na Bolsa de Nova York, o índice Dow Jones .DJI subia 1,4 por cento.

“Como os números vieram acima das expectativas, abriu-se um espaço para recuperação nas bolsas”, disse Américo Reisner, operador da Fator Corretora.

Segundo um profissional do mercado, dois fatores domésticos contribuem para a reação da Bovespa. Um é a proximidade do vencimento dos contratos de opções sobre ações, na próxima segunda-feira, o que levava a parte do mercado que aposta na alta dos papéis intensificar as compras.

O outro é a conclusão do prazo para pedidos de reserva para participar da oferta pública de ações da OGX Petróleo e Gás. A companhia, que estréia na Bovespa na sexta-feira, conclui a oferta de 5,87 bilhões de reais, vendendo suas ações ordinárias a 1.131 reais cada, no teto das expectativas.

“Tinha gente vendendo ações de outras empresas, fazendo caixa para comprar papéis da OGX”, disse o profissional, sob condição de anonimato.

Diante desse cenário, a repercussão à ata do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, divulgada no início da manhã, ficava em segundo plano.

No documento, o órgão explicou os motivos que o levaram a elevar a Selic de 11,75 por cento para 12,25 por cento ano ano, na semana passada. O Copom também sinalizou que o ciclo de aperto monetário vai continuar.

Os destaques positivos da sessão eram as ações preferenciais da AmBev AMBV4.SA, com avanço de 8,15 por cento, a 114,85 reais. A controladora da cervejeira, a InBev INTB.BR confirmou na quarta-feira à noite uma proposta de aquisição de sua rival Anheuser-Busch (BUD.N) por 46,3 bilhões de dólares.

As ações preferenciais da Vale (VALE5.SA), vilãs das últimas sessões, subiam 1,4 por cento, a 48,28 reais. já as preferenciais da Petrobras (PETR4.SA) tinha queda de 0,3 por cento, valendo 45,25 reais, com a queda de 4 dólares nas cotações do barril de petróleo CLc1.

Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Alexandre Caverni

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below