BOLSA EUA-Nova York abre em queda mas zera perdas em minutos

segunda-feira, 12 de novembro de 2007 12:46 BRST
 

NOVA YORK, 12 de novembro (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos abriram em queda nesta segunda-feira, com o otimismo com um acordo de 5 bilhões de dólares e com a atratividade das ações com preços baixos sendo ofuscados pela preocupação com o setor financeiro.

Mas em poucos minutos, os índices zeraram as perdas, passando a operar em território positivo, apoiadas por ações do setor financeiro.

Às 12h43 (horário de Brasília), o índice Dow Jones .DJI, referência da bolsa de Nova York, subia 0,34 por cento, para 13.087 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq .IXIC tinha oscilação positiva de 0,04 por cento, para 2.626 pontos. O índice Standard & Poor's 500 .SPX tinha valorização de 0,09 por cento, para 1.455 pontos.

A IBM (IBM.N: Cotações) anunciou que vai comprar a fabricante canadense de softwares empresariais Cognos CSN.TO COGN.O por 5 bilhões de dólares. As ações da IBM subiam 0,64 por cento, e as da Cognos 7,7 por cento logo após a abertura.

O volume pode ser menor que o comum devido ao feriado do Dia dos Veteranos, que fechava o mercado de bônus, e à agenda de indicadores esvaziada.

"Todo mundo está esperando uma recuperação, com a queda de 10 por cento do Nasdaq nos últimos três dias. Mas não esperamos um grande movimento hoje porque os mercados de bônus estão fechados", disse Joe Saluzzi, cogestor de operações da Themis Trading, em Chatham, Nova Jersey.

Os bancos de todo o mundo podem perder até 400 bilhões de dólares com as hipotecas de alto risco (subprime) se pelo menos um quarto das aplicações do tipo ficarem inadimplentes, disseram analistas em relatórios separados.