BOVESPA-Ancorado em Petrobras, índice sobe na contramão de NY

terça-feira, 12 de agosto de 2008 11:20 BRT
 

SÃO PAULO, 12 de agosto (Reuters) - O bom desempenho das ações da Petrobras, as mais importantes do mercado acionário doméstico, sustentava a Bolsa de Valores de São Paulo no azul nesta terça-feira, contrariando a tendência dos mercados internacionais.

Após oscilar em torno da estabilidade na abertura do pregão, às 11h20 o Ibovespa registrava ganho de 0,67 por cento, a 55.085 pontos. O volume financeiro na bolsa somava 1,48 bilhão de reais.

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) eram negociadas a 33,19 reais, com valorização de 1,5 por cento. A petroleira surpreendeu ao divulgar na segunda-feira à noite que fechou o segundo trimestre com lucro líquido de 8,78 bilhões de reais, acima das expectativas do mercado.

O resultado, impulsionado pela elevação de 84 por cento no preço médio do barril de petróleo, colocou a Petrobras no posto de terceira empresa de capital aberto mais lucrativa das Américas, segundo levantamento da Economática.

"Acreditamos que as ações devem ser positivamente impactadas com o resultado", escreveu em relatório o analista André Segadilha, da Prósper Corretora.

Ações que haviam caído fortemente na segunda-feira, patrocinando uma desvalorização de 3,3 por cento do Ibovespa, também se recuperavam parcialmente. As preferenciais da Cesp (CESP6.SA: Cotações) avançavam 4,85 por cento, para 27,24 reais.

Em Wall Street, os principais índices abriram em queda, em meio a temores sobre o impacto da crise de crédito no setor financeiro. Além disso, o petróleo interrompia a queda recente.

A volatilidade e o giro financeiro na Bovespa crescem à medida que se aproxima o vencimento dos contratos de opções de Ibovespa, nesta quarta-feira, na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F).

(Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Daniela Machado)