Maciel diz que prorrogação da CPMF pode ser votada 3a na CCJ

segunda-feira, 12 de novembro de 2007 14:45 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Marco Maciel (DEM-PE) admitiu na segunda-feira a possibilidade de cumprir o acordo com o governo e colocar em votação na terça-feira o relatório sobre a prorrogação da CPMF.

"Acho perfeitamente possível a votação amanhã (terça-feira), e vamos colocar em votação um eventual voto em separado do senador (Romero) Jucá", disse Maciel a jornalistas, se referindo ao voto em separado a ser apresentado pelo senador peemedebista, contrário ao da relatora Kátia Abreu (DEM-TO), que defenderá o fim da CPMF ainda nesta segunda-feira.

Maciel, que prorrogou por 30 dias o prazo para a votação do relatório de Kátia Abreu, disse que existe também a possibilidade de que o relatório seja encaminhado para votação em plenário ainda essa semana.

"Essa possibilidade, no entanto, não me pertence, depende de acordo com as lideranças", ressaltou.

A prorrogação da cobrança da CPMF até 2011 foi aprovada na Câmara e precisa agora passar por dois turnos em plenário no Senado, após a apreciação da CCJ.