Equador propõe reduzir imposto se petroleiras retirarem queixa

quinta-feira, 12 de junho de 2008 17:47 BRT
 

QUITO, 12 de junho (Reuters) - O Equador vai oferecer às petroleiras de capital privado que atuam no país uma redução do imposto sobre ganhos extraordinários causados pela alta do preço do petróleo, desde que elas retirem o pedido de arbitragem internacional contra o país andino, disse na quinta-feira o ministro do Petróleo.

A proposta é reduzir durante um ano a participação do Estado nos recursos extras a 70 por cento, ante 99 por cento atuais.

Durante o ano de trégua, seriam negociadas mudanças contratuais, disse à Reuters o ministro Galo Chiriboga.

A Petrobras (PETR4.SA: Cotações) opera o bloco 18 no Equador, onde produz cerca de 35 mil barris por dia.

(Reportagem de Alonso Soto)