Petroleira San Antonio, do GP, fará oferta pública de BDRs

terça-feira, 12 de agosto de 2008 16:04 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO, 12 de agosto (Reuters) - A argentina San Antonio, controlada pela GP Investments GPIV11.SA, protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pedido de registro para realizar uma oferta pública primária e secundária de Brazilian Depositary Receipts (BDRs).

Com sede em Bermudas, a companhia se apresenta como a maior prestadora de serviços para exploração de poços de petróleo e gás em terra na América Latina, operando na Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela e México.

Nesses mercados, tem como clientes empresas como a Petrobras (PETR4.SA: Cotações), além da espanhola YPF Repsol, a venezuelana PDVSA e a Ecopetrol, da Colômbia.

As ações serão listadas na Bolsa de Valores de Luxemburgo, com recibos negociados na Bolsa de Valores de São Paulo. A oferta será coordenada pelo Itaú BBA, em parceria com o Credit Suisse e o Deutsche Bank.

De acordo com o prospecto preliminar, o objetivo da oferta primária é captar recursos para investir na expansão --orgânica e via aquisições-- das operações na região.

No Brasil, a empresa fez duas aquisições recentes. Em abril, comprou a Sotep (Sociedade Técnica de Perfuração). No mês passado foi a vez da Prest, do mesmo setor. Com isso, atingiu 15 por cento de participação no segmento de perfuração em terra no Brasil.

"A companhia pretende usar 80 por cento dos recursos obtidos com a oferta primária para investimentos em expansão", diz trecho do documento.

O restante será utilizado para pagar uma dívida de 100 milhões de dólares referente a um empréstimo que está sendo contratado com o Itaú BBA e o Deustche.   Continuação...