BOVESPA-Índice opera em alta com bom desempenho externo

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008 12:19 BRST
 

SÃO PAULO, 12 de fevereiro (Reuters) - Na ausência de notícias ruins sobre o futuro da economia dos EUA, a Bolsa de Valores de São Paulo operava em alta na manhã desta terça-feira, acompanhando os mercados internacionais.

Às 12h18, o Ibovespa .BVSP apresentava valorização de 2,14 por cento aos 62.003 pontos. O volume financeiro negociado era de 1,2 bilhões de dólares.

"A bolsa está aproveitando o cenário aparentemente calmo no exterior para recuperar perdas. Mas continuamos de olho lá fora", disse um operador que não quis se identificar.

Dados positivos divulgados no Brasil também ajudam no desempenho da Bovespa, como a inflação pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), que desacelerou a 0,42 por cento na primeira prévia de fevereiro. "Isso indica ao mercado que os juros não vão subir", acrescenta o operador.

O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, avalia que a turbulência externa não impedirá o país de acessar o mercado externo este ano e o governo deve seguir com a política de reabertura de títulos em reais e em dólares.

No cenário externo, a maior parte das bolsas européias operava em alta incentivadas por ações de petrolíferas, mas contidas pelo fraco desempenho do setor financeiro depois do resultado do Credit Suisse CSGN.VX e rumores sobre grandes baixas contábeis no grupo holandês ING ING.AS.

Além do bom desempenho das bolsas, os futros de Wall Street estavam em alta nesta manhã.

Segundo os operadores, o mercado atua com cautela na expectativa do discurso no chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, que vai falar diante do Congresso norte-americano na próxima quinta-feira sobre o estado da maior economia do mundo.

"Os mercados continuam tensos em relação a uma possível recessão nos EUA. Qualquer notícia ligada ao assunto será motivo para novas oscilações", disse o operador.

Na Bovespa, entre as ações que mais influenciam no desempenho do principal índice, as ações da Petrobras .PETR4.SA subiam 0,96 por cento, negociadas a 83,97 reais. As ações da Vale (VALE5.SA: Cotações) tinham alta de 2,21 por cento, a 48,04 reais.

(Por Cláudia Pires, edição de Alexandre Caverni)