CÂMBIO-Dólar sobe com derrubada da CPMF e incerteza externa

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007 10:25 BRST
 

SÃO PAULO, 13 de dezembro (Reuters) - O dólar operava em alta nesta quinta-feira, reagindo à derrubada da Contribuição Provisória sober Movimentação Financeira (CPMF) no Congresso e a uma piora do cenário externo.

Às 10h23, a moeda norte-americana BRBY subia 0,62 por cento, a 1,785 real. Na véspera, a alta do dólar foi de 0,91 por cento.

Segundo Marcelo Voss, economista-chefe da corretora Liquidez, nos próximos dias os investidores vão buscar "saber qual o impacto da perda da CPMF. Agora é aguardar a reação do (ministro da Fazenda, Guido) Mantega".

A prorrogação do tributo, conhecido como "imposto do cheque" e criado durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, foi rejeitada em sessão encerrada na madrugada desta quinta-feira.

Operadores ainda ressaltaram a incerteza do mercado externo sobre as medidas propostas por diversos bancos centrais na quarta-feira para combater a crise global de crédito. As bolsas na Europa e os índices futuros em Wall Street caíam com dúvidas dos investidores sobre se o pacote será suficiente para devolver liquidez aos mercados.

"A volatilidade deve permanecer", disse o gerente de câmbio de um banco estrangeiro, que preferiu não ser identificado. Ele destacou que a incerteza é tanto interna quanto externa.

(Por Fabio Gehrke; Edição de Alberto Alerigi Jr.)