Preços no atacado nos EUA têm maior alta em 34 anos em novembro

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007 12:28 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - Os preços ao produtor nos Estados Unidos saltaram 3,2 por cento em novembro, maior alta em 34 anos, após o avanço recorde da gasolina, informou nesta quinta-feira o Departamento de Trabalho norte-americano.

O núcleo do índice, que exclui alimentos e energia, subiu 0,4 por cento, o maior ganho desde fevereiro. Excluindo automóveis e caminhões leves, o núcleo dos preços subiu 0,1 por cento.

O aumento dos preços no atacado foi o maior registrado desde agosto de 1973, e ficou bem acima das expectativas de analistas, que esperavam um aumento de 1,5 por cento. Para o núcleo do índice, os mercados estimavam ganho de 0,2 por cento.

O aumento de 7,2 por cento nos preços na comparação com novembro de 2006 foi o maior ganho em 12 meses desde novembro de 1981.

Os preços da gasolina avançaram 34,8 por cento, derrubando o recorde anterior de 28,8 por cento de alta registrado em abril de 1999. Os preços do setor de energia também tiveram recorde, com aumento de 14,1 por cento, superando o recorde anterior de 13,4 por cento registrado em janeiro de 1990.

"Excluindo os preços de energia e alimentos, ainda estamos vendo uma intensificação das pressões inflacionárias", disse Mark Vitner, economista da Wachovia Securities, em Charlotte, Carolina do Norte.

(Reportagem de Mark Felsenthal)