13 de Fevereiro de 2008 / às 20:45 / em 10 anos

Bovespa sobe pelo 4o dia, com indicador positivo nos EUA

Por Cláudia Pires

SÃO PAULO (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em alta pelo quarto pregão consecutivo nesta quarta-feira, aproveitando dados positivos sobre a economia dos Estados Unidos e a desaceleração do IPCA em janeiro.

O Ibovespa subiu 1,27 por centos, aos 62.590 pontos. O volume negociado na bolsa foi de 11,8 bilhões de dólares, inflado pelo vencimento do Ibovespa futuro e opções do Ibovespa.

O governo dos EUA informou que as vendas no varejo aumentaram 0,3 por cento em janeiro, numa recuperação inesperada que reflete em parte fortes vendas de carros e gasolina. Analistas de Wall Street esperavam queda de 0,2 por cento no período.

O relatório do governo sugeriu que o consumo irá se manter e ajudar a economia a evitar uma recessão.

Segundo André Simões Cardoso, gestor de fundos do Modal Asset Management, o indicador de vendas no varejo “nem foi tão bom” pois apontou queda em vários componentes importantes ligados ao consumo. O índice geral, no entanto, veio “menos ruim”.

“Nesta semana estamos vivendo uma recuperação da bolsa com boas notícias externas, como indicadores e sanção do pacote de estímulo (nos EUA)”, acredita Cardoso.

Também nesta quarta-feira, o secretário do Tesouro norte-americano, Henry Paulson, fincou pé em sua avaliação de que a economia do país vai evitar uma recessão este ano e disse que agirá rapidamente para distribuir as restituições fiscais decorrentes do pacote de estímulo.

Os dados positivos fizeram com que Wall Street avançasse e deram fôlego aos mercados europeus, que recuperam perdas do início do pregão e fecharam estáveis.

No cenário interno, a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) desacelerou mais que o esperado no começo do ano, refletindo uma menor pressão dos alimentos.

O índice subiu 0,54 por cento, após a variação positiva de 0,74 por cento em dezembro. Isso deve reduzir os temores de uma eventual elevação do juro básico do país pelo Comitê de Política Monetária (Copom) no curto prazo.

DESTAQUES

No Ibovespa, entre as ações de maior peso, a Petrobras subiu 1,46 por cento, negociada a 84,56 reais. A Vale se valorizou em 0,48 por cento, a 47,82 reais.

Mas a maior alta do dia foi da Cyrela, que revisou suas previsões (guidance) para 2008 e 2009.

Para 2008, a empresa espera lançamentos de 7 bilhões de reais (ante os 6 bilhões previstos antes) e vendas contratadas de 5,5 bilhões de reais (ante os 4,4 bilhões previstos anteriormente). As ações da empresa subiram 6,67 por cento, para 24,00 reais.

Entre as empresas que divulgaram resultados, a Gerdau reportou lucro líquido de 951,1 milhões de reais no quarto trimestre, uma queda de 16 por cento sobre o mesmo intervalo do ano anterior.

Mesmo com a redução em relação ao ano anterior, os resultados estiveram dentro do que era esperado pelo mercado, segundo análise das corretoras Ágora e Brascan.

As ações da Gerdau fecharam em queda de 1,45 por cento, negociadas a 48,84 reais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below