Dow Jones sobe por Honeywell, mas pessimismo com crédito pesa

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007 20:07 BRST
 

Por Kristina Cooke

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam sem direção comum nesta quinta-feira, com o índice Dow Jones registrando valorização, após a Honeywell International ter divulgado uma previsão de lucro para 2008, compensando dúvidas sobre um plano para aliviar as tensões no mercado de crédito.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, subiu 0,33 por cento, a 13.517 pontos, depois de ter passado quase todo o pregão em baixa. O Standard & Poor's 500 teve alta de 0,12 por cento, para 1.488 pontos. Já o termômetro de tecnologia Nasdaq recuou 0,10 por cento, para 2.668 pontos.

Mas o mercado amplo fechou com pouca variação, à medida que o Goldman Sachs, Citigroup e outras instituições financeiras registraram queda por conta do aumento do pessimismo envolvendo um plano de bancos centrais, anunciado na quarta-feira, destinado a facilitar o empréstimo aos bancos afetados pela crise.

Além disso, novos sinais de que a inflação está acelerando acirraram os ânimos do mercado. O governo divulgou que os preços ao produtor registrou a maior alta dos últimos 34 anos. Isso alimentou preocupações de que o Fed pode segurar novos cortes da taxa básica de juros.

Mas as ações da Honeywell subiram 4 por cento e impulsionaram o Dow após a empresa ter aumentado a previsão de lucro para 2008 baseada nos seus negócios aeroespaciais e em mercados emergentes.

"Ainda há uma ressaca do Fed", disse Phil Orlando, estrategista de ações da Federated Investors em Nova York.

"Hoje também teve dados de inflação, que deixaram o mercado preocupado de que o Fed pode evitar cortar as taxas de novo", disse Orlando.