BOVESPA-Trégua com Fed evapora e índice cai 3,1%

quinta-feira, 13 de março de 2008 11:57 BRT
 

SÃO PAULO, 13 de março (Reuters) - O recrudescimento dos temores com perdas bilionárias no mercado de crédito e com sinais de recessão nos Estados Unidos empurrava a Bolsa de Valores de São Paulo para forte desvalorização nesta quinta-feira.

Às 11h56, o Ibovespa assinalava baixa de 3,06 por cento, aos 60.275 pontos. O volume financeiro de negócios somava 1,7 bilhão de reais.

Segundo operadores, duas notícias divulgadas nesta manhã consumiram a trégua momentânea instalada no mercado na terça-feira, com a divulgação de um pacote do Federal Reserve para injetar liquidez em instituições financeiras atingidas pelas perdas com a crise no mercado imobiliário norte-americano.

A primeira foi o anúncio de que as vendas no varejo dos Estados Unidos caíram 0,6 por cento em fevereiro, ampliando a leitura de que o país está entrando em recessão. Analistas de Wall Street esperavam aumento de 0,2 por cento no mês passado.

Mas o humor dos investidores azedou de vez com a informação de que uma subsidiária do gigante norte-americano de private equity Carlyle Group deixou de honrar pagamentos de cerca de 16,6 bilhões de dólares em dívida, sob o efeito das perdas com as hipotecas de alto risco nos Estados Unidos.

"O efeito positivo da nova injeção de liquidez feita pelo FED não se mostrou duradouro", disse em relatório a corretora Planner.

Na bolsa paulista, todas as 64 ações que compõem o Ibovespa registravam queda. Entre os ativos de maior liquidez, os papéis preferenciais da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) caíam 3,19 por cento, a 76,79 reais, enquanto os preferenciais da Vale (VALE5.SA: Cotações) recuavam 3,11 por cento, a 46,80 reais.

(Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Alexandre Caverni)