Bolsa mira adesão de empresas de médio porte com Bovespa Mais

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008 17:15 BRST
 

Por Wallace Nunes

SÃO PAULO, 13 de fevereiro ( Reuters) - A Nutriplant NUTR3M.SA inaugurou nesta quarta-feira o Bovespa Mais, e já há outras companhias se preparando para entrar no novo segmento voltado principalmente a empresas de pequeno e médio porte criado pela Bolsa de Valores de São Paulo, segundo uma fonte.

"Há cinco ou seis empresas que estão no 'pipeline' para entrar no mercado de capitais a partir no novo segmento da Bovespa", disse a fonte a par da situação, que pediu para não ser identificada.

O diretor-geral da Bovespa, Gilberto Mifano, disse que há 60 mil empresas que poderiam entrar no Bovespa Mais, considerando seu porte. Mas ele recusou-se, no entanto, a informar quantas companhias estariam perto de ingressar na bolsa paulista por meio do novo segmento.

Criado em dezembro de 2005, o Bovespa Mais cobra das empresas práticas de governança corporativa similares às do Novo Mercado, segmento da bolsa que exige grande nível de transparência.

O arcabouço regulatório do Bovespa Mais foi finalizado em março de 2006. Porém, a liquidez internacional naquele ano e em 2007 fez com que muitas empresas de médio porte optassem por fazer ofertas no Novo Mercado, segundo Mifano.

"Bematech BEMA3.SA, Company CPNY3.SA e Lupatech (LUPA3.SA: Cotações) são os exemplos", mencionou o diretor-geral da Bovespa.

A Nutriplant, empresa de fertilizantes de Paulínia, interior de São Paulo, foi constituída em 1979 pela Frit Industries e Ferro Corporation para produzir e comercializar fertilizantes agrícolas específicos.

A companhia vendeu cerca de 2 milhões de novas ações em sua Oferta Pública Inicial e levantou 20,7 milhões de reais. Pouco antes das 16h, as ações da empresa subiam 5 por cento, para 10,50 reais, e haviam sido negociadas 500 ações, segundo a asssessoria de imprensa da Bovespa.   Continuação...