Dólar fecha em queda pela terceira sessão consecutiva

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008 16:18 BRST
 

Por Fabio Gehrke

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda pelo terceira dia consecutivo nesta quarta-feira, em mais um dia de otimismo nas principais bolsas globais, à medida que investidores continuam avaliando a real dimensão da crise mundial.

A moeda norte-americana caiu 0,34 por cento, a 1,744 real. Nesta semana a divisa estrangeira já acumula queda de 1,47 por cento.

O mercado cambial teve seus primeiros negócios ainda digerindo os números do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mostraram uma desaceleração da inflação doméstica em janeiro.

"Aparentemente, como a gente (o Brasil) fez lição de casa nos últimos quatro ou cinco anos, a gente está passando até que bem pela crise", disse Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora de Câmbio.

Segundo o gerente, os números da inflação mostram que provavelmente a pressão inflacionária anunciada no início do ano era apenas sazonal, o que dá espaço para o Banco Central atuar de forma mais tranquila no mercado aberto.

Mas o bom humor dos mercados internos só foi consolidado com a melhora do cenário internacional, que veio após a divulgação de dados acima do esperado das vendas do varejo nos Estados Unidos.

Para Galhardo, as notícias que estão saindo mostram ao investidor "que nem tudo está perdido, e que a situação não é tão feia quanto pintaram". Mas ele ressaltou que "cautela nunca é demais. A crise ainda está aí".

Durante a sessão, o Banco Central realizou um leilão de compra de dólares no mercado à vista. A autoridade monetária definiu a taxa de corte a 1,7449 reais, e aceitou, segundo operadores, uma proposta.