Lucro da Gerdau cai no 4o tri e fica estável no ano

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008 15:08 BRST
 

Por Cesar Bianconi

SÃO PAULO (Reuters) - A Gerdau teve lucro líquido de 951,1 milhões de reais no quarto trimestre, queda de 16 por cento sobre o mesmo intervalo do ano anterior. No acumulado de 2007 o ganho ficou praticamente estável, em 4,31 bilhões de reais.

Sem considerar efeitos extraordinários, o lucro da maior produtora de aços longos das Américas teria crescido 12 por cento em 2007, disse o vice-presidente financeiro da siderúrgica, Osvaldo Schirmer.

O resultado de 2007 foi reduzido, principalmente, por despesas não-recorrentes por débitos do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). O lucro reportado em 2006, por sua vez, foi elevado por receitas não-operacionais.

A produção, o volume de vendas e a receita da Gerdau cresceram no período de outubro a dezembro e no ano todo, principalmente por aquisições feitas ao longo do ano.

O presidente da siderúrgica, André Gerdau Johannpeter, espera que em 2008 as vendas no Brasil cresçam mais de 10 por cento. "As exportações (a partir do Brasil) também aumentarão por conta da maior produção da Gerdau Açominas", disse ele a jornalistas.

De acordo com André, a Gerdau vem conseguindo repassar aos clientes a alta nos custos de matérias-primas como sucata e minério, "com vistas a manter as margens operacionais atuais".

A Gerdau elevou os preços praticados no Brasil entre 5 e 14 por cento em janeiro, segundo o executivo. Nos Estados Unidos os preços foram elevados neste mês de 50 a 60 dólares por tonelada, o que significa algo de 10 a 15 por cento.

André disse ainda que não viu, até o momento, impacto da crise nos EUA --desencadeada por problemas nos setores imobiliário e de crédito-- no consumo de aço.   Continuação...