JURO-IPCA desacelera, dado dos EUA anima e taxas caem na BM&F

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008 16:33 BRST
 

SÃO PAULO, 13 de fevereiro (Reuters) - A desaceleração do IPCA em janeiro e dados positivos sobre a economia norte-americana fizeram com que as projeções de juros fechassem a quarta-feira em baixa.

O volume de negócios engordou e foram movimentados mais de 410 mil contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2009 --o mais procurado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) nesta sessão.

Esse DI caiu de 11,83 para 11,70 por cento ao ano e o DI janeiro de 2010 recuou de 12,44 para 12,35 por cento. O DI abril de 2008 --que embute as estimativas para a próxima decisão do Comitê de Política Monetária (Copom)-- cedeu de 11,15 para 11,14 por cento.

A inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo foi de 0,54 por cento em janeiro, ante 0,74 por cento em dezembro e expectativa mediana de analistas de 0,60 por cento.

"Está se caracterizando a visão de que tivemos altas temporárias de preços. O IPCA de janeiro abre espaço para o Banco Central não elevar juros", afirmou Roberto Padovani, economista-chefe do WestLB do Brasil.

(Por Daniela Machado, com reportagem adicional de Vanessa Stelzer; Edição de Cláudia Pires)