Paulson, do Tesouro dos EUA, diz que não há recessão à vista

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008 17:21 BRST
 

Por David Lawder

WASHINGTON, 13 de fevereiro (Reuters) - O secretário do Tesouro norte-americano, Henry Paulson, fincou pé em sua avaliação de que a economia do país vai evitar uma recessão este ano e disse que agirá rapidamente para distribuir restituições fiscais.

"A economia dos EUA é diversificada e resistente, e nossos fundamentos de longo prazo são sólidos. Acredito que nossa economia continuará a crescer, embora em um ritmo menor que nos últimos anos", disse ao comitê orçamentário da Câmara.

O presidente norte-americano, George W. Bush, sancionou o pacote de estímulo fiscal de 152 bilhões de dólares, que levará restituições a 130 milhões de pessoas.

"Os pagamentos serão, em grande parte, concluídos neste verão (no Hemisfério Norte), colocando dinheiro na mão de milhões de norte-americanos num momento em que nossa economia está atravessando um baixo crescimento", acrescentou.

Embora tenha dito aos parlamentares que o Tesouro está trabalhando para brecar a execução de hipotecas "evitáveis", Paulson ponderou que a correção nos preços de moradias no país precisa continuar sem a intervenção do governo.