Petróleo tem alta após Venezuela cortar abastecimento da Exxon

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008 19:28 BRST
 

Por Richard Valdmanis

NOVA YORK, 13 de fevereiro (Reuters) - Os preços do petróleo nos Estados Unidos voltaram a fechar em alta nesta quarta-feira, após a Venezuela ter anunciado que vai parar de vender petróleo para a Exxon Mobil (XOM.N: Cotações), em meio a uma batalha judicial sobre um projeto petrolífero.

Além disso, os preços do barril também subiram após o governo dos EUA ter registrado uma alta menor do que a esperada nos estoques de petróleo bruto no maior consumidor do mundo, devido a uma queda nas importações e um aumento da demanda de refinarias.

Na Nymex, o contrato março CLc1 subiu 0,49 dólar e fechou cotado a 93,27 dólares por barril. O contrato já subiu 6 dólares desde a semana passada.

O petróleo tipo Brent LCOc1 negociado em Londres teve alta de 0,46, para 93,32 dólares.

"A batalha legal entre a Venezuela e a Exxon Mobil atraiu a atenção do mercado de volta à fragilidade do abastecimento do mercado de petróleo", disse Kevin Norrish, analista de energia do Barclays Capital.

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, cortou as vendas de petróleo para a Exxon Mobil no fim da terça-feira após a companhia ter vencido uma decisão judicial congelando 12 bilhões de dólares de ativos da Venezuela fora do país, em uma batalha em busca de compensação devido à nacionalização, por parte de Caracas, de um projeto petrolífero.

Os estoques de petróleo nos Estados Unidos subiram 1,1 milhão de barris na última semana, para 301,1 milhões de barris, informou a Administração de Informação de Energia (AIE) nesta quarta-feira.

Já os estoques de gasolina cresceram 1,7 milhão de barris, para 229,2 milhões de barris.   Continuação...