BOLSA EUROPA-Bolsas operam em queda, mas esboçam recuperação

sexta-feira, 13 de junho de 2008 09:19 BRT
 

Por Patrizia Kokot

LONDRES, 13 de junho (Reuters) - As principais bolsas européias operavam em queda na manhã desta sexta-feira, mas acima dos piores níveis do dia, ajudada por uma recuperação no setor bancário, apesar dos temores de inflação persistirem frente aos dados de preço ao consumidor nos Estados Unidos.

Às 9h18 (horário de Brasília) o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que acompanha as principais empresas européias, apresentava desvalorização de 0,34 por cento, para 1.256 pontos, depois de chagar a cair 1,1 por cento. O índice avançou 0,9 por cento na quinta-feira.

O setor de energia pesava no índice à medida em que o preço do petróleo perdia o patamar dos 135 dólares o barril, com a Total (TOTF.PA: Cotações) e Royal Dutch Shell (RDSa.L: Cotações) perdiam 1,5 por cento cada.

A BP (BP.L: Cotações) recuava 1,8 por cento, também sob pressão depois que quatro parceiros russos bilionários de sua problemática joint venture russa ameaçaram processar o grupo britânico depois que ele rejeitou suas exigências de uma revisão no conselho de administração.

Contudo, a queda no preço do petróleo confortava aqueles preocupados com o índice de preços ao consumidor de maio a ser divulgado às 9h30.

Empresas financeiras revertiam as perdas do início do dia, encabeçada pela financiadora britânica HBOS HBOS.L, que disparava 11,3 por cento.

O órgão regulador do setor financeiro na Grã-Bretanha apertou as exigências para os investidores desfazerem posições em empresas no curto prazo durante emissão de ações, aliviando a ameaça de um movimento agressivo de vendas nas ações da HBOS no mês que vem.

Na Alemanha, o Commerzbank (CBKG.DE: Cotações) e a Allianz (ALVG.DE: Cotações) subiam mais de 3 por cento em maior à especulações de que os dois grupos cheguem a um acordo sobre a unidade Dresdner da Allianz.   Continuação...