Cuba quer ampliar compras de equipamentos de petróleo no Brasil

terça-feira, 13 de maio de 2008 12:43 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 13 de maio (Reuters) - Em plena campanha de perfuração em volta da ilha, a companhia petrolífera de Cuba, Cupet, está no Brasil para ampliar as compras de equipamentos na indústria brasileira.

De acordo com Luiz Alberto Diaz, representante da Abapet, empresa responsável pelas importações da Cupet, o total de compras fora de Cuba tanto de equipamentos quanto de petróleo passará da média de 60 milhões de dólares do ano passado para 100 milhões de dólares este ano, sendo entre 10 e 15 milhões de dólares referentes ao petróleo.

"O Brasil hoje supre 11 por cento das nossas necessidades, queremos ampliar a carteira de fornecedores do Brasl", disse Diaz em palestra para empresários selecionados pela Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip).

A Cupet e a Petrobras, estimuladas pelos governos dos dois países, estão estudando parcerias na área de exploração e produção em quatro blocos no Golfo do México, onde Cuba possui 59 blocos, além da construção de uma refinaria. A estatal brasileira procurou petróleo sem sucesso em águas cubanas entre 1998 e 2001 e agora deve operar em águas profundas.

Outras sete empresas estrangeiras já atuam em 28 blocos cubanos na região, sendo que a Repsol-YPF fez uma descoberta comercial de petróleo em 2004.

(Reportagem de Denise Luna; Edição de Camila Moreira)