Atacado pressiona e inflação pelo IGP-10 tem maior taxa do ano

quinta-feira, 15 de maio de 2008 08:13 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A inflação pelo Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) acelerou fortemente em maio e teve a maior taxa do ano, refletindo principalmente uma forte pressão de custos no atacado, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.

O indicador teve alta de 1,52 por cento neste mês, ante elevação de 0,45 por cento em abril. Analistas previam um dado de 1,46 por cento, segundo a mediana de 10 previsões, que variaram de 0,83 a 1,60 por cento.

Foi a maior leitura do índice desde dezembro de 2007, quando subiu 1,59 por cento.

Entre os componentes, o Índice de Preços por Atacado (IPA) avançou 1,91 por cento no mês, ante alta anterior de 0,35 por cento.

O IPA agrícola passou para aumento de 1,64 por cento em maio, seguindo a queda de 1,31 por cento no mês passado. O IPA industrial acelerou a alta para 2,01 por cento neste mês, ante 1,0 por cento em abril.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,67 por cento em maio, seguindo a variação positiva de 0,61 por cento.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou elevação de 0,85 por cento, ante alta de 0,73 por cento em abril.

O IGP-10 foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

No ano, o índice acumula alta de 4,47 por cento e nos últimos 12 meses, de 10,71 por cento.

(Por Vanessa Stelzer)