ESPECIAL-Com ou sem recessão, mercados emergentes são boa opção

terça-feira, 13 de novembro de 2007 17:58 BRST
 

(James Saft é colunista da Reuters. As opiniões expressadas são responsabilidade do autor)

Por James Saft

LONDRES, 13 de novembro (Reuters) - Você acha que os Estados Unidos estão se equilibrando à beira de uma recessão? Invista em mercados emergentes.

Você acha que os EUA passarão apenas por uma desaceleração? Invista em mercados emergentes.

Cheios de dinheiro e basicamente intocados pela crise do setor de moradias norte-americano, os mercados emergentes também estão se diferenciando pelo aumento da riqueza local, tornando-os menos dependentes da demanda dos EUA e da Europa.

Além disso, investimentos em mercados emergentes se beneficiarão de cortes passados e futuros da taxa básica de juro dos EUA. Embora o objetivo desses cortes seja amortecer a crise em casa, eles vão apoiar o forte crescimento de países como Índia e Rússia.

Há dois anos, você poderia ser motivo de piada na escola se previsse a chamada teoria de "descolamento", sob a qual países em desenvolvimento podem se sair relativamente bem independentemente do rumo da maior economia mundial.

A teoria vigente até então sempre sustentou que, quando os EUA espirram, o resto do mundo fica com febre.   Continuação...