Dólar fecha em baixa pelo 3o dia e aguarda Mantega

terça-feira, 13 de maio de 2008 16:27 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO (Reuters) - A entrada de recursos no país derrubou o dólar pelo terceiro dia seguido nesta terça-feira, em uma sessão de expectativa pelos detalhes do fundo soberano criado nesta semana pelo governo.

A moeda norte-americana terminou o dia a 1,657 real, com baixa de 0,48 por cento.

O mercado passou a maior parte da sessão esperando a fala do ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre os detalhes do fundo soberano do país. A entrevista estava prevista para as 15h, mas começou com atraso e não chegou a tratar dos detalhes do fundo até o fechamento do mercado de câmbio.

O dólar teve uma sessão tranquila antes disso, com queda na maior parte do dia. "A expectativa de entrada (de recursos) continua muito forte", disse Vanderlei Arruda, gerente de câmbio da corretora Souza Barros.

"E o fluxo realmente está melhorando, principalmente depois que a Receita Federal voltou a trabalhar", completou, em referência à greve dos auditores fiscais.

Em relatório, analistas da Merrill Lynch escreveram que a moeda brasileira deve ser sustentada no curto prazo pela promoção do país a grau de investimento, que abre mais espaço para o ingresso de capitais no país.

A menor percepção de risco em todo o mundo também ajudou nesta sessão. O risco Brasil caía 9 pontos-básicos no final da tarde, e a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) tinha leve alta, ainda acima de 70 mil pontos.

Na metade da sessão, o Banco Central realizou um leilão de compra de dólares no mercado à vista. A operação teve taxa de corte a 1,6630 real, e ao menos uma das propostas divulgadas foi aceita, segundo um operador.

(Edição de Vanessa Stelzer)