Receita do setor de TV paga cresce 24% no 2o trimestre

segunda-feira, 13 de outubro de 2008 17:27 BRT
 

SÃO PAULO, 13 de outubro (Reuters) - O faturamento bruto das empresas de TV paga no Brasil foi de 2,2 bilhões de reais no segundo trimestre deste ano, com uma elevação de 24 por cento sobre o mesmo período do ano passado.

Segundo dados divulgados nesta segunda-feira pela Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA), o segmento fechou o mês de junho com 5,5 milhões de domicílios assinantes de TV paga, número 12,7 por cento maior que junho de 2007.

Já o número de clientes de banda larga dessas empresas atingiu 2,1 milhões, com salto de 52 por cento sobre o mesmo trimestre do ano passado.

O setor também elevou o número de postos de trabalho em relação ao mesmo período de 2007. As operadoras de TV paga fecharam junho com 16 mil empregados, um avanço de 28 por cento sobre o ano passado.

O segmento aguarda uma definição da Anatel sobre a polêmica do ponto-extra e manteve a cobrança desse ponto na casa do cliente graças a uma liminar obtida na Justiça no dia 25 de junho.

A agência queria eliminar a cobrança no novo regulamento do setor, que entrou em vigor no dia 2 de junho, mas, diante da polêmica, abriu uma consulta pública e agora avalia as contribuições da sociedade.

O ponto-extra responde por uma fatia entre 10 e 20 por cento da receita do segmento, de acordo com a ABTA, enquanto 50 por cento dos clientes de TV por assinatura têm mais de um ponto em casa.

(Texto de Taís Fuoco, Edição de Fabio Murakawa)