EXCLUSIVO-Cuba libera venda de computadores e DVDs

quinta-feira, 13 de março de 2008 18:21 BRT
 

Por Marc Frank

HAVANA (Reuters) - O governo de Cuba autorizou a venda irrestrita de computadores, aparelhos de DVDs e outros produtos eletrônicos, no primeiro sinal de que o presidente Raúl Castro está agindo para melhorar o acesso de bens de consumo aos cubanos.

Um memorando do governo ao qual a Reuters teve acesso nesta quinta-feira diz que estes e outros eletrodomésticos desejados por muitos cubanos serão vendidos livremente de forma imediata.

A lista inclui televisores --que já estavam à venda-- fornos de microondas, panelas de pressão elétricas, bicicletas elétricas e alarmes para automóveis. Outros itens, como tostadores elétricos, porém, serão liberados na metade de 2010.

"Baseado na melhora do acesso à eletricidade, o governo aprovou a venda de alguns equipamentos que antes era proibida", informa o memorando interno do governo.

Raúl Castro, 76 anos, assumiu o poder interinamente em Cuba em julho de 2006, quando seu irmão, Fidel Castro, lhe passou o poder para cuidar da saúde após uma cirurgia intestinal.

Raúl Castro se tornou formalmente o novo líder de Cuba em quase meio século em 24 de fevereiro e prometeu atenuar algumas restrições no dia-a-dia dos cubanos.

No ano passado, sob o governo provisório de Raúl, regras de alfândega foram atenuadas permitindo aos cubanos trazer à ilha alguns equipamentos eletrônicos e de automóveis.

A notícia da autorização de venda de tais produtos, que não foi publicada pela imprensa oficial, foi aplaudida em Havana.   Continuação...