CÂMBIO-Dólar monitora mercado externo e opera em leve baixa

terça-feira, 13 de novembro de 2007 10:20 BRST
 

SÃO PAULO, 13 de novembro (Reuters) - O dólar operava em leve queda esta terça-feira, à espera de uma definição no cenário externo após dias de volatilidade que provocaram a alta da moeda por quatro sessões seguidas.

Às 10h19, a divisa BRBY era cotada a 1,776 real, com leve queda de 0,11 por cento.

Na véspera, o dólar fechou com valorização de 1,83 por cento, acompanhando o aumento da aversão a risco no exterior e a forte queda da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

"O mercado hoje deve oscilar de acordo com o noticiário. Mas está abrindo meio de lado ainda, ainda digerindo o mercado (turbulento) de ontem", disse Júlio César Vogeler, operador de câmbio da corretora Didier Levy.

O mercado de bônus norte-americano, que ficou fechado na segunda-feira devido ao Dia dos Veteranos, volta às operações e dá mais vigor ao restante do mercado. Os índices futuros das bolsas de valores em Wall Street subiam no início da manhã.

"Se houver uma calmaria lá fora hoje, eu acredito que o pessoal vai começar a voltar para a bolsa. Vamos tentar recompor, juntar os cacos desse dia", comentou.

De acordo com Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora, a tendência de queda do dólar não foi comprometida pela recente turbulência externa.

"Os fundamentos macroeconômicos mais sólidos e estáveis e o diferencial de juros ainda muito significativo a favor do Brasil devem manter as perspectivas de fortes ingressos de recursos, neutralizando pelo menos parte de... eventuais efeitos negativos externos".

No ano, o país acumula entrada líquida de mais de 76 bilhões de dólares, o que provocou uma queda de mais de 16 por cento da moeda norte-americana no período. Na segunda-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que o governo monitora a situação cambial, mas que não há nenhuma medida pronta para amenizar a queda do dólar.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Alberto Alerigi Jr.)