Emprego na indústria de SP deve crescer 4,7% no ano

terça-feira, 13 de novembro de 2007 13:42 BRST
 

Por Vanessa Stelzer

SÃO PAULO (Reuters) - O emprego na indústria paulista teve o melhor outubro desde 2004, e o bom desempenho fez com que o setor elevasse, mais uma vez, sua projeção para o comportamento estimado para o ano.

De setembro para outubro, as indústrias instaladas em São Paulo aumentaram em 0,79 por cento o número de postos de trabalho, de acordo com dados ajustados sazonalmente divulgados nesta terça-feira pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo Centro das Indústrias do Estado (Ciesp).

A variação corresponde à abertura de 9 mil vagas em outubro, um mês forte para o setor, que aumenta sua produção para atender a demanda do comércio para as festas de fim de ano. Sem ajuste, o número de empregos criados no período cresceu 0,42 por cento, informou as entidades.

O bom desempenho levou a Fiesp a rever para cima seu prognóstico para o crescimento do emprego no ano, passando de uma faixa de 4 a 4,5 por cento de alta, para 4,7 por cento, o equivalente a 100 mil empregos criados.

"O ano de 2007 vem nos surpreendendo positivamente. O setor da cana-de-açúcar é um destaque, mas os demais setores também vêm desempenhando bem", disse Paulo Francini, diretor de economia da Fiesp. Do percentual de 4,7 por cento previsto para o ano, 3,5 pontos virão do setor sucroalcooleiro.

No ano até outubro, o emprego na indústria do Estado acumula expansão de 8,8 por cento, com 184 mil postos de trabalho criados.

Essa diferença entre o acumulado e a previsão de Francini se dá em razão de um movimento típico do fim do ano, quando a indústria demite trabalhadores temporários.

"Em novembro e dezembro deveremos ver queda do emprego, como sempre acontece", afirmou. Nos últimos 12 meses, o avanço do emprego é de 4,46 por cento.

A Fiesp e o Ciesp unificaram suas pesquisas de emprego depois que Paulo Skaf assumiu, em setembro, a presidência das duas casas, sem modificação na metodologia. A sondagem da Fiesp inclui agora os dados regionais do Ciesp.

A região com maior aumento do emprego em outubro sobre setembro foi Limeira (+1,63 por cento), seguida por Mogi Alto Tietê (1,60 por cento). Na região da capital, houve queda de 0,32 por cento em outubro.