Simon é trocado na CCJ e diz que vota contra CPMF no plenário

terça-feira, 13 de novembro de 2007 17:44 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O PMDB substituiu o senador Pedro Simon (RS) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado para garantir unanimidade do partido em favor da prorrogação da CPMF, na votação desta terça-feira.

Simon foi substituído pelo líder do PMDB no Senado, Valdir Raupp (RO), que disse que o senador gaúcho não estaria em condições de votar a CPMF agora.

Cobrado pela oposição, Simon emitiu uma nota, na qual reforçou sua posição contrária à CPMF.

"Comuniquei aos líderes do governo e do PMDB no Senado que votaria contra a prorrogação da CPMF. Fui informado, então, através da senadora Roseana (Sarney) que a bancada do PMDB decidira votar favorável e substituir quem se colocasse contra", disse Simon, na nota.

"Mantenho minha convicção e darei meu voto contrário à CPMF quando da votação definitiva no plenário do Senado", acrescentou.

Antes da nota, Simon tinha sido atacado por sua ausência. "Simon não tinha direito de não ter opinião", cobrou o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM).

O PMDB também substituiu Gilvam Borges (AP) por Roseana Sarney (MA). Nesse caso, porém, o senador peemedebista precisou se ausentar pela morte de um parente.

Na segunda-feira, a senadora petista Ideli Salvati (SC) havia substituído Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), que se declarava contrário à prorrogação da CPMF.

(Reportagem de Isabel Versiani; Edição de Mair Pena Neto)