Petrobras diz que envio de gás está normal para distribuidoras

terça-feira, 13 de novembro de 2007 12:00 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, informou nesta terça-feira que no momento não existe mais restrição para envio de gás às distribuidoras.

"Não há mais restrição, aquilo acabou, está normalizado", disse o diretor em reunião com analistas de mercado, sem explicar o motivo.

No final de outubro, a estatal teve que reduzir o fornecimento de gás natural para algumas distribuidoras a fim de atender a determinação do Operador Nacional do Sistema (ONS) de envio do combustível para usinas termelétricas.

Barbassa disse também que o impacto negativo da contribuição extraordinária de quase 700 milhões de reais para o fundo de pensão da empresa, Petros, que reduziu o lucro da empresa no terceiro trimestre, não irá se repetir nos próximos resultados da empresa.

"Não haverá mais despesas dessa natureza, relacionadas à repactuação da Petros", afirmou.

Sobre a reserva gigante do campo de Tupi, na bacia de Santos, Barbassa informou que apesar de ser necessária uma revisão dos investimentos para incluir o projeto, a estatal não programa alterações imediatas.

Segundo ele, a companhia deverá incluir o desenvolvimento do campo de Tupi na próxima revisão anual normal do Plano Estratégico, em meados de 2008.

(Por Marcelo Teixeira)